Resoluções para 2018 (e pra vida)

Todo ano eu religiosamente montava uma extensa lista de resoluções para o ano novo. Digamos que uma semana depois eu nem lembrava delas, quem dirá após alguns meses. Decidi que esse ano eu ia montar uma lista bem pequena de mudanças que eu queria ver em mim. Não só em 2018, mas adiante também.

  • Levar uma vida mais saudável

Um item em andamento desde o ano passado. Posso dizer que evolui bastante perto do sedentarismo que eu me encontrava. Mas vida saudável não engloba só exercício – infelizmente. É toda uma mudança de perspectiva, alimentação, comportamento e pensamento. É difícil, mas eu sigo tentando.

  • Ser mais receptiva

Provavelmente o que mais me tira da minha zona de conforto. Quem não me conhece e observa de longe pode até acreditar que sou uma pessoa extrovertida e amplamente comunicativa, mas a realidade não é bem assim. Sou bem introspectiva, quieta (tem quem discorde, né) e tendo a analisar tudo e todos ao extremo. Uma personalidade bem INTP mesmo. Com isso eu tendo a passar muitas vezes por grossa e antipática, até mesmo fria. Ser mais receptiva com o mundo é um grande exercício e eu sinto que tenho falhado muito nele.

  • Me dedicar mais ao que me faz feliz

2017 foi um ano em que abdiquei de muitos prazeres pessoais para focar em coisas que não mereciam tanta importância. Seja manter um blog, aprender uma nova língua, estudar música, fotografar ou viajar. Não importa o quê especificamente. Decidi apenas que por mais complicado que seja conciliar, eu preciso sempre lembrar de tirar um tempo para apreciar o que me faz bem e feliz.