Inscreva-se na minha newsletter

Receba novidades semanalmente!

Popular Topics

Mendoza: o berço dos melhores vinhos argentinos

January 4, 2019 0 min read 3 Comments

Mendoza: o berço dos melhores vinhos argentinos

January 4, 2019 3 min read 3 Comments

No final de 2018, tive a oportunidade de conhecer um dos lugares da Argentina que mais desejava ir – Mendoza, a terra dos vinhos. Uma viagem de última hora, com planejamento quase inexistente mas que deu muito certo – quem me segue no instagram acompanhou em tempo real! O destino também é muito procurado pelos amantes da natureza – e eu tenho vontade de voltar lá com esse intuito – mas o foco dessa viagem era 100% vinho. E dale vinho!

Vista da pré-cordilheira, entre Santiago e Mendoza

O único voo direto partindo de São Paulo saía às 06:40 da manhã, em Guarulhos. Então obviamente não foi uma opção, porque decidimos viajar com dois dias de antecedência e tínhamos muitas coisas para resolver – principalmente quem iria cuidar da minha cachorrinha (nada pequenina), a Cookie. Optamos por um voo com escala no Chile e depois seguimos para Mendoza, que fica menos de uma hora de distância (sério, é tão rápido que você não pode nem levantar e o aviso do cinto de segurança fica aceso o tempo todo). Não diria que é a melhor opção, mas se você não pode voar nesse horário inóspito da manhã, é uma boa saída porque o aeroporto do Chile é até que razoável.

Escolhi um hotel próximo ao centro, chamado Mod Hotels – ele é bem novo, agradável, amplo e serviu seu propósito muito bem.  Para mim, o único ponto negativo é que ele fica a pelo menos umas cinco quadras das ruas principais e de noite se você quiser fazer alguma coisa provavelmente terá que andar ou pegar um táxi (que é extremamente barato).

Como queríamos aproveitar a viagem sem nos desgastar muito, fizemos três dias de passeios em vinícolas (ou bodegas, como são chamadas por lá) e os demais dias aproveitamos para conhecer a cidade e passear. Não vou entrar em muitos detalhes nesse post porque quero falar de cada uma separadamente mas nós visitamos sete no total: uma dentro da própria cidade, três em Maipú e três em Luján de Cuyo. Porém ficou o gostinho de quero mais – entre pequenos e grandes produtores, a região conta com mais de 1800 (sim, MIL E OITOCENTAS) bodegas.

a cidade tem essa pegada retrô super bonitinha
os dias são bem quentes e o clima é super seco, vá preparado
os cafés e restaurantes tem uma pegada bem rústica e caseira, dá vontade de conhecer todos

Nos últimos 20 anos, o mercado de vinho argentino começou a se destacar pelo mundo. Mas, ainda sim, o enoturismo na região é relativamente recente e ainda muito pouco explorado. Se você foi ao Chile e visitou a Viña Concha y Toro, vai estranhar – a maioria dos passeios é bem mais explicativo, personalizado e sem aquele show turístico (salvo algumas exceções).

A Argentina tem produzido os melhores vinhos tintos do mundo: não, eu não estou chutando esse dado. De acordo com o aplicativo Vivino, o vinho tinto melhor avaliado é do país e o Alejandro Vigil (que está conhecido como popstar entre os Mendocinos) – enólogo da famosa Catena Zapata e Bodega El Enemigo – sozinho emplacou 17 vinhos na lista de melhores do mundo, mais do que qualquer outro produtor!

Apesar da uva mais famosa na Argentina ser o Malbec, outras duas variedades tem se destacado bastante – o Cabernet Franc (que está super em alta entre as bodegas, principalmente na produção de vinhos de alta gama) e a Bonarda (a minha preferida da região e a segunda mais cultivada no país).

todo dia provando vinhos diferentes, obviamente

Fiquei muito surpresa com a recepção positiva do assunto na minha primeira newsletter (se você ainda não se inscreveu, tá perdendo) e muita gente me enviou mensagem pedindo pra continuar escrevendo sobre o assunto. Sendo assim, criei uma nova categoria de destaque aqui no blog e em 2019 vocês vão aprender um pouco mais sobre vinhos comigo!

3 Comments

  • Mari January 4, 2019 at 3:48 PM

    Que lugar lindo! E que delícia de viagem – ainda mais porque envolveu vinho. Eu adoro! <3 Amaria conhecer Mendoza tb!

    Um feliz ano novo pra vc! Muito sucesso e felicidade com o blog!

    • Patty January 4, 2019 at 4:04 PM

      É muito incrível mesmo, e pra você que curte comida é um bônus agregado. Além dos restaurantes da cidade, algumas vinícolas também tem restaurante e eles são mt bons – experimentei bastante coisa diferente. Vale a pena se programar!

      Feliz ano novo pra ti também!

      Beijos

  • […] antigo carro do leite, sabe aquela coisa de vó no interior? Eu acho que já mencionei isso no meu primeiro post sobre a viagem, mas Mendoza no verão é extremamente quente e nesse dia estava tranquilamente uns 35ºC e eu […]

  • Leave a Reply to Visita à Bodega Escorihuela Gascón – Patrícia S. Néto Cancel Reply

    This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.

    Aquariana da terra da garoa. Amo escrever sobre beleza e ajudar outras mulheres a desbravarem esse universo. Compartilho um pouco das coisas que gosto por aqui porque me faz feliz. Tenho um fraco por conhecer esse mundão louco em que vivemos e não dispenso uma boa aventura.

    + euzinha

    Redes sociais

    Faça seu insta bombar!

    Inscreva-se na minha newsletter ♡

    Receba novidades semanalmente!

    faça stories incríveis!

    Posts recentes

    R$130 OFF na 1ª viagem

    SHEIN

    SHEIN -2-Your Online Fashion T-shirts

    Categorias

    Instagram

    • I see skies of blue and clouds of white ☁️ The bright blessed days, the dark sacred night 🌞 🌚 
And I think to myself, what a wonderful world... 🌎 🎶
    • O primeiro passo pra fazer alguma coisa, é FAZER. Não adianta ficar refazendo mil vezes, procurando erros, defeitos e inventando desculpas dentro da sua cabeça para não realizar aquilo que você quer.
A ideia do draminha, meu podcast, surgiu em meados de 2016/2017 com a ideia de levar informação de uma forma simples e divertida. E depois de muito tempo matutando essa vontade, eu tive um clique, escrevi um roteiro e gravei.
Essa nem era a ideia original do primeiro episódio, mas foi a ideia que deu finalmente vida ao meu podcast. ✨
Tá estranho mas tá legal - tipo euzinha. 🤣
Espero que vocês gostem. E participem - eu abri um segmento só pra trocar uma ideia com vocês! Pode mandar qualquer pergunta, dúvida, sugestão e afins pro draminha@patriciasilvaneto.com.br! Até o próximo episódio! 🖤
    • Muita gente me pergunta que tinta eu uso, então resolvi compartilhar por aqui já que retoquei a raiz hoje e quero uma boa desculpa pra postar essa selfie 🤣 Eu uso 1 tubo da igora fashion lights, da caixa roxa, na cor L-44 ou L-77 (sempre alterno) e 1/2 tubo da Igora 9-7 e 1/2 tubo da 8-77. 👩🏻‍🦰 Novamente pras ruivas: qual a tinta que vocês usam? ✨ #amoracobreado
    • Antes e depois de tonalizar com o Flamingo da @kamaleaocolor. Não coloquei filtro nas fotos pra ficar o mais fiel possível a cor real. Achei que ficou um pouco forte e vou diminuir a quantidade na próxima. 👩🏻‍🦰 Essa é pras ruivas: qual tonalizante vocês usam? #amoracobreado
    • Olhem bem a carinha dessa meliante que acordou pulando em cima de mim. Meu mamutezinho de estimação 🖤🐾🤣
    • Pareço plena mas tô ali sofrendo pensando no refrão de Shallow que eu não consigo acertar. 🤣 Eu sempre quis tocar um instrumento, mas só comecei a aprender há uns anos atrás. Tem algum instrumento que você gostaria de aprender? Me conta aqui nos comentários! 🎶

    Siga @patriciasilvaneto

    ×