What’s going on #2? – Julho 2018

Muita coisa aconteceu desde a última vez que eu escrevi por aqui, também quem dera – sumi por mais de dois meses. Acabei sentindo falta do meu cantinho e resolvi tirar a poeira contando um pouquinho das novidades, boas e ruins. Então prepara que esse post pode acabar ficando um pouco grande.

Deu ruim no mestrado

Teoricamente, eu passei. Entretanto, a parte primordial para eu realmente conseguir cursar não saiu: a bolsa de estudos. O curso em si já era super caro, fora os custos de moradia durante dois anos – não dava. Foi um daqueles momentos de partir o coração, mas a gente tenta de novo no próximo ano.

Férias

Strawberry Fields @ Central Park (um dos raros momentos em que apareci em alguma foto durante a viagem)

Desde 2014 eu não conseguia sincronizar minhas férias com meus pais e finalmente esse ano nós conseguimos passar uns dias juntos viajando. Depois de muitos anos, finalmente voltei em Nova York e meu amor pela cidade foi totalmente renovado. Fiz a linha turista e bati perna como se não houvesse amanhã, em basicamente três dias e meio eu andei quase 80 km a pé! Não cheguei nem na metade da lista de coisas que eu queria ter visto, mas tudo bem, fica pra uma próxima – que eu espero que seja muito em breve. Fiz minha primeira viagem de trem (e que viagem, quase vinte horas!) e tirando os imprevistos foi uma experiência muito legal. Passamos mais duas semanas em Orlando e foi sensacional – nada de parques ou passeios cansativos dessa vez, tiramos alguns dias pra aproveitar e relaxar.

A louca dos cursos online

Um lado positivo da vida de freelas é a liberdade que você tem pra organizar o seu tempo livre. Tenho aproveitado pra experimentar vários cursos online, confesso que alguns eu abandonei, mas no geral tem sido super positivo e me abriu todo um novo leque de possibilidades. Acho que em breve farei um post por aqui dando algumas dicas, então se você tem curiosidade é só ficar atenta.

Bateu a famigerada preguiça de malhar

Eu amo academia, de verdade. Parece uma afirmação mentirosa, mas não é. Não sei vocês, mas depois de um certo tempo eu sinto que se eu não tiver algum estímulo diferente, eu acabo tomando um certo bode de ficar na mesma rotina. Meu plano venceu, eu já ando relaxada na alimentação há alguns meses…somou tudo e eu acabei optando por sair. Tô louca pra voltar, mas acho que vou explorar novos ares. Aceito dicas!

Matando saudade dos amigos

Se tem alguém que miguela rolês mais do que eu, eu desconheço. Mas não é por mal, eu simplesmente não tenho o mesmo pique (risos). Nada como alguém fazendo aniversário pra dar uma reunida na galera e também pra conhecer gente nova. Aproveito o momento pra reforçar: migos, não desistam de mim.

Bom, não dá pra entrar em detalhes sobre tudo por aqui hoje porém já deu pra ter uma ideia do que rolou. Agosto promete e eu já tô bem ansiosa: vai ter amiga querida visitando, vai ter bienal do livro (e eu vou como blogueira pela primeira vez, HAHA) e muitas outras coisas legais que ainda não posso falar!

Leave a Comment

Your email address will not be published. Required fields are marked *

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.

  1. pra eu sair de casa é basicamente em aniversário, formatura e casamento HAHAHAAHA há uma infinidade de idosos mais rolezeiros do que eu HAHAHAHA e why tão difícil tirar férias cas pessoa que a gente quer né? muito difícil ser adulto HAHAHAH

    1. IDOSOS ROLEZEIROS HAUHAUHAUHUAHUAHUAHUAHUAHUAHUHAUHA meu deus, bazinha, te amo. HUAHUAHUAHUAHUHUAHAUHA
      Mas te entendo num nível espiritual, porque eu basicamente só saio de casa nessas situações aí também.
      Onde clica pra voltar pra adolescência mesmo?! Mentira, ser adulto é perrengue mas acho que já aceitei rs.