Como aprender a tocar ukulele em casa?

Há um pouco mais de um ano atrás, eu resolvi me dar um ukulele de presente. Sim aquele instrumento bonitinho que veio do Havaí e que parece um violão miniatura de quatro cordas. Se você, assim como eu, achou que era comprar e sair tocando…esquece.

Não, aprender a tocar não é um bicho de sete cabeças. Mas tudo depende da sua dedicação e de quanto tempo você tem disponível para praticar durante a semana. Confesso que eu não pratico o tanto que eu gostaria e minha habilidade ainda é muito limitada, mas pelo menos já consigo me divertir um pouco.

Se você for pesquisar qual modelo comprar eu já te adianto: as opiniões são muito divididas na internet então nada de se pautar por uma única resenha. Minha dica é, se informe sobre os tipos de ukulele, vá a uma loja, teste os instrumentos e aí sim tome sua decisão.

Um bom instrumento faz a diferença? Faz. E faz a diferença no bolso também. É bom começar com um bom instrumento? Sim, mas não vai ser isso que vai te fazer tocar melhor ou não. Eu sempre quis um ukulele colorido, comprei consciente de que ele não tem um dos melhores sons. Optei por um Mahalo vermelho e ele é meu grande xodó, não me arrependo nem um pouquinho sequer. Quem quiser, discorde…mas no final, a diferença é muito pouca.

 

Agora que eu já fiz esse textão introdutório e você provavelmente já tem um instrumento, vamos ao que interessa: algumas coisas que eu acho de extrema importância pra quem está começando, principalmente se você tiver um conhecimento musical limitado ou inexistente.

SEMPRE AFINE SEU INSTRUMENTO

SEMPRE AFINAR ANTES DE TOCAR (repita comigo). Coloquei até em letras garrafais pra vocês entenderem a importância desse passo. Instrumento desafinado é a morte mais horrível do mundo. Existem milhares de formas de afinar o ukulele, desde a afinadores digitais (como esse) até vídeos no YouTube. Particularmente, eu recomendo esse vídeo aqui – é bom e é grátis.

Familiarize-se com as notas e acordes

Você não vai dominar todos os acordes de uma vez, memorizar muito menos (a não ser que você tenha uma habilidade fora do comum). Pode ficar tranquilo. Minha dica é, baixe um quadro com todas as disposições de acordes e tenha sempre perto de você quando for tocar, é uma bela mão na roda. Esse aqui é o mais completo que eu encontrei. Se você não sabe nem o que é um acorde, comece por aqui – está bem resumido mas dá para ter uma breve noção. Se puder, vale a pena investir numa apostila ou livro de teoria musical.

Comece com músicas fáceis

Claro que é muito legal tocar uma música que gostamos, mas elas nem sempre são tranquilas de aprender. Na maioria dos casos, você pode acabar se frustrando por não conseguir nada. Por isso que todo mundo começa do básico quando começa a estudar. Tem quem diga que I’m Yours (do Jason Mraz) é uma das mais fáceis, particularmente eu não acho. Os acordes são fáceis em si, mas são muitas trocas pra quem tá começando e nem todo mundo consegue acertar as mudanças logo de cara. Tirando aquelas canções infantis clássicas, que a grande maioria é super fácil, a música mais fácil de aprender na minha humilde opinião é (preparem o riso) Achy Breaky Heart, do Don Von Tress/Billy Ray Cyrus. Tô falando muito sério, são só dois acordes e a batida é muito simples. Eu sou a prova viva de que o negócio é fácil mas assista por sua conta e risco.

Capotraste, batidas & adaptações

Existe mais de uma forma de tocar o mesmo acorde no ukulele. Pegou uma cifra com um acorde mais complicado? Vê se dá pra adaptar o acorde! Não tem problema nenhum e vai te ajudar chegar ao objetivo final: tocar. Em alguns casos, o tom original da música não é o mesmo que você gostaria de cantar. Ou simplesmente é muito difícil. Ao invés de transpor todos os acordes da música (que pode dar um pouco de trabalho), você pode usar a capotraste. A capo é um acessório barato e muito útil, qualquer lojinha de instrumento você acha uma. A medida que seu aprendizado for evoluindo, você pode ir deixando ela de lado se desejar – é questão de preferência.

Uma grande dificuldade que eu tive, tenho e quase todo mundo tem é descobrir o padrão das batidas (strumming) de cada música. Porém existem umas que se encaixam em quase tudo e existem vários vídeos ensinando. Eu recomendo esse aqui, em português mesmo. Ah, e uma outra dica: comece devagar e depois acelere as batidas conforme você for ganhando confiança.

Cifras & canais legais no youtube

Eu gosto de pegar cifras em sites de ukulele mesmo, porque elas costumam ser mais coerentes. Recomendo o Uke Cifras e o Ukulele Tabs. Quanto aos canais que eu acompanho pra aprender, recomendo: The Ukulele Teacher e TenThumbs. Para se inspirar, os meus favoritos são: Reneé Dominique, TheWayukes e Walk Off The Earth. Um dos meus covers prediletos no momento é esse aqui:

Um dia, quem sabe, eu chego nesse nível. Sonhar não custa, né? E falando em sonhar, to sonhando com um instrumento novo e a mão chega coçar pra ir atrás do banjolele da Kala (bem que poderiam me patrocinar, oi turupom? Não tem no Brasil). Vocês tem vontade de aprender algum instrumento?

Leave a Comment

Your email address will not be published. Required fields are marked *

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.

  1. Ai, que legal vc tocando!! Haha. Gosto muito de aprender a tocar instrumentos musicais, mas nunca tive interesse por ukulele porque fiquei com preguiça da modinha e acho o som meio chatinho, UHEIAUEHAIUEH. Mas adorei ouvir vc tocando/cantando! Achei mt legal. POSTA MAIS VÍDEOS!!!!1

    1. eu adoro o som do ukulele, hahahahahahaha, mas reconheço que pode ser um pouquinho irritante. eu sempre gostei de uns instrumentos mais lado b, se dependesse de mim…aqui em casa ia ter um quarto so de instrumentos diferentões!
      ai migs, eu ainda não toco muita coisa, sério. às vezes posto uns snippets no insta mas é só. vou ver se me dedico um pouco mais nos próximos meses e posto mais alguns vídeos HEHEHEHE. <3